Buscar

Atualizado: Ago 21



Longe das abordagens alimentares das dietas da moda, a alimentação no Ayurveda é vista como fonte de saúde, bem-estar e longevidade. Ahara, como é chamada em sânscrito, é uma perspectiva de alimentação inteligente, adequada a cada indivíduo e totalmente integrada ao ambiente em que se vive. Para o Ayurveda, o alimento deve nutrir o nosso corpo e promover saúde integralmente, tanto no aspecto físico quanto emocional, mental e até mesmo espiritual. Embora boa parte dos seus princípios estejam direcionados à manutenção do bem-estar e prevenção de desequilíbrios, a alimentação também é uma ferramenta importante para reestabelecer o equilíbrio do organismo no tratamento das mais diversas doenças.


Com uma visão bem particular sobre os alimentos e suas combinações, o Ayurveda apresenta princípios alimentares muito simples que, ainda que não sejamos profundos conhecedores desta sabedoria, podemos aplicar facilmente em nossa rotina. Partindo do princípio que boa parte dos desequilíbrios surgem dos acúmulos, o Ayurveda nos orienta a apaziguar os excessos, observando as necessidades do nosso corpo com relação ao nosso estilo de vida e interação com o ambiente em que vivemos.


No último post, elaborei um roteirinho de auto-observação e mapeamento das características do inverno em sua cidade com o intuito de orientar suas escolhas fundamentais para lidar com a estação. Se na sua região o inverno é frio e seco, por exemplo, segundo a lógica de equilíbrio do Ayurveda, você deve consumir alimentos mais quentes, úmidos e oleosos para apaziguar os efeitos da frieza e secura típicas da estação, bem como evitar o acúmulo destas características em seu corpo. Esta lógica de ação não deve se restringir apenas a nossa alimentação, mas abranger também nossos hábitos e rotina. Claro que, nesta perspectiva, você precisa analisar a qualidade de frieza e secura não apenas no ambiente externo, mas também no seu ambiente interno - o que significa observar a sua relação direta com o meio e ir construindo um equilíbrio dinâmico destes elementos em você.


O pensamento é simples, mas correlacionar as percepções do nosso corpo, hábitos e meio ambiente, em contínuo movimento, traz uma certa complexidade para o processo na prática. Por isto, o Ayurveda apresenta algumas orientações que refletem anos de estudo e observação do funcionamento do organismo humano e da natureza como um todo. Se você está saudável, estas orientações são uma ótima referência para as suas escolhas. No entanto, vale ressaltar que, uma rotina ayurvédica exige consciência e observação. Você avalia as circunstâncias, faz uma escolha e observa os efeitos. Em seguida, avalia novamente, escolhe e observa. Este processo te coloca em um estado de presença contínuo, em profunda conexão com seu corpo, necessidades, hábitos e ambiente ao redor. Por isto, Yoga e Ayurveda caminham juntos na expansão da consciência sobre nós mesmo e sobre como nos relacionamos com o que está ao nosso redor.


Melhores Alimentos para o Inverno e Modos de Preparo


O Ayurveda sugere o consumo de alimentos mais nutritivos, substanciosos e aquecidos para equilibrar a leveza e frieza desta estação, com baixas temperaturas e maior presença de vento. Pratos mais úmidos e caudalosos, como sopas e ensopados, são bem-vindos para apaziguar a secura, sobretudo em regiões menos chuvosas. Um pouco de oleosidade, vinda de fontes mais naturais, como óleos vegetais, castanhas e nozes são recomendados para aquecer, nutrir e conferir untuosidade ao organismo.



Uma sopa à base de raízes, preparada com azeite, especiarias quentes e picantes, servida com sementes aquecidas e folhas verdes escuras refogadas, por exemplo, é uma ótima opção para as noites de inverno. As raízes são excelentes alternativas aos molhos à base de creme de leite ou queijo para conferir cremosidade às preparações e trazer aquele acalento do "comfort food" no inverno, sem exagerar no teor de gordura ou pesar a digestão.




Além da qualidade dos alimentos, o modo de preparo e porções devem ser observados. Nesta estação, deve-se reduzir o consumo de alimentos crus, frios ou gelados, como saladas frescas, sucos verdes, frutas, bebidas refrigeradas e sorvetes, por exemplo. É normal sentirmos mais fome no inverno e comermos um pouco mais ou com maior frequência, por isto a preferência por alimentos mais naturais e substanciais - sem aditivos químicos, excesso de açúcar ou oleosidade de má qualidade - trarão maior nutrição e sensação de saciedade, evitando ganho de peso indesejado. Preparar as suas refeições em casa e evitar "abrir pacotinhos" na hora do lanche podem fazer toda diferença nesta estação.





Se você é amante de saladas cruas e frutas, a grande dica do Ayurveda é aquecê-las rapidamente antes de consumir. Frutas assadas ou levemente cozidas ficam uma delícia, mais docinhas e são boas opções de lanche para a tarde; já as saladas que seriam ingeridas cruas podem ser refogadas rapidamente e consumidas junto com refeições quentes.





As especiarias são as queridinhas da culinária ayurvédica, mas devem ser usadas com cuidado e observando a sinergia nas combinações. Além de excelentes temperos, elas têm ação digestiva e terapêutica e, por isto mesmo, devem ser usadas com moderação. Para o inverno, é preferível usar substâncias com potência quente e sabor picante, sempre observando possíveis contra-indicações, como no caso de doenças ou condições especiais de saúde, gestação e lactação.




As especiarias como canela, gengibre, cardamomo e cravo são boas opções para preparações doces. A pimenta do reino, sementes de mostarda, cominho, páprica, noz-moscada e cúrcuma longa vão bem em pratos salgados. É importante variar entre as opções para evitar excesso no consumo e moderar bem as quantidades, sobretudo nas combinações.





♡ DICAS VALIOSAS:

- Combine os alimentos, observando às características do clima da cidade e às necessidades do seu corpo;

- Procure consumir os alimentos da estação, que podem ser encontrados facilmente e a menor custos nas feiras, sobretudo orgânicas. Além de abundantes, são mais saborosos e nutritivos;

- Observe a sensação de disposição e bem-estar interno após se alimentar, equilibre a quantidade de acordo com a sua fome e varie a qualidade dos alimentos a cada refeição.


UM PRESENTE PARA VOCÊ

Quer uma mãozinha para começar?! Preparei uma lista bem prática para te ajudar a organizar as compras e cardápio nesta estação!

Lista da Estação
.pdf
Download PDF • 120KB

Uma lista básica das frutas, legumes e verduras da Estação e dicas ayurvédicas para preparar as refeições no inverno! :)


ACOMPANHE OS TEMAS DESTA SÉRIE DE POSTS!

- Como você vive as estações?! [PRIMEIRO POST DA SÉRIE]

- Ritucharya e Inverno: Como construir uma Rotina de Autocuidado com Ayurveda! [POST ANTERIOR]



♡♡♡♡♡



39 visualizações0 comentário

Atualizado: Ago 21



As rotinas sugeridas para cada estação são conhecidas como Ritucharya no Ayurveda e envolvem recomendações terapêuticas, alimentares e comportamentais. É uma rotina integral de atenção e cuidados, baseada em autoconhecimento, consciência e responsabilidade pelas próprias escolhas. Tanto para o Yoga quanto para o Ayurveda, cultivar saúde e autoconhecimento são pré-requisitos para vivermos com propósito e plenitude.


No inverno, a natureza descansa em suas próprias raízes e, integrar às nossas atividades diárias, hábitos especiais para atravessar a estação é uma forma de desenvolvermos presença e estabelecermos relações harmoniosas conosco e com tudo que nos cerca.


AJUSTANDO HÁBITOS E RELACIONAMENTOS ÀS ESTAÇÕES


Alimentação, comportamento e relacionamento são as bases fundamentais de qualquer rotina ayurvédica. Seguir as recomendações desta medicina milenar, levando em conta suas particularidades e estilo de vida vai aumentar a sua adaptabilidade e te ajudar a cultivar equilíbrio em cada circunstância. Este conhecimento, com eficácia reconhecida, surgiu da observação dos elementos da natureza, suas diferentes combinações e ações tanto do ponto de vista do universo quanto do nosso corpo e dos demais seres. Embora seja um conhecimento vasto e de grande especificidade, as bases do pensamento ayurvédico integram o funcionamento natural de cada organismo com as leis gerais que regem a natureza - o que torna sua sabedoria acessível e até mesmo intuitiva para qualquer um de nós. Afinal, nós somos natureza e assim como é o macro-cosmo, é o micro-cosmo.


UM CONVITE PARA VIVER O INVERNO


O inverno é a estação da introspecção, do recolhimento. Energeticamente, é o momento de cuidarmos das nossas casas, desde o nosso corpo até o ambiente que habitamos. Se tornar o seu próprio refúgio é a proposta desta estação. Se por um lado, reorganizar armários e prateleiras é um bom começo para abrir espaço, movimentar energias e ajustar a casa para o novo momento; por outro, o corpo também precisa atravessar seu processo de limpeza, reajustes e nutrição. Não é a toa, que o Ayurveda sugere uma espécie de "detox" no início de cada estação e, após isto, uma rotina específica para atender às necessidades do corpo e fortalecer a saúde integralmente.


A primeira coisa a fazer é se observar! O inverno não é o mesmo em todos os lugares e nem todos nós sentimos os seus efeitos da mesma forma. Então, é fundamental se fazer algumas perguntas e tomar um tempo de observação para respondê-las. Não se trata de construir uma resposta com base em como você gostaria de estar ou viver, mas sim de encontrar esta resposta no presente, percebendo-se agora, sem julgamentos. A partir da sua auto-percepção e de como você se relaciona com o todo, alguns hábitos podem ser implementados em sua rotina no sentido de equilibrar forças, potencializar o seu funcionamento e direcionar a sua atitude para o seu bem-estar.


PRIMEIRO PASSO: DESENHANDO O SEU INVERNO


Como esta sendo o inverno na sua cidade? Frio e seco ou frio e úmido? Bem, pode ser que por aí não esteja tão frio, mas haja uma variação de temperatura com relação às outras estações; também pode estar mais chuvoso ou com mais vento. Para ter uma noção do clima em sua cidade, você pode usar o google, mas uma chegadinha na janela ou caminhada ao ar livre, em diferentes horários do dia, pode te dar uma real noção de como está o clima bem no bairro onde você mora.


Depois de observar o clima lá fora, é hora de se incluir no contexto e observar como você está lidando com o clima da estação? Está sentido mais ou menos frio, muita ou pouca vontade de comer, tem bebido água, qual a temperatura das suas refeições? Que tipo de alimento tem te atraído mais? Está se exercitando? Dormido o suficiente? Está com mais preguiça durante o dia ou na hora de acordar?


UM PRESENTE PARA VOCÊ

Para te inspirar em seu exercício de observação e autocuidado, algumas perguntas são muito bem-vindas! Preparei um roteirinho para te ajudar na tarefa: um arquivo bonitinho para você preencher ou usar como referência!

Meu inverno
.pdf
Download PDF • 103KB

Reflita sobre as perguntas e, num momento tranquilo, faça as suas anotações. Estas respostas te guiarão nos próximos passos! :)

LEMBRE-SE: Construir bons hábitos leva tempo e requer auto-observação! É importante respeitar o seu ritmo, reais possibilidades e dar um passo de cada vez.

_Vamos juntes?!


ACOMPANHE OS OUTROS POSTS DA NOSSA SÉRIE DE INVERNO!

- Ayurveda e Alimentação: Como nutrir o seu corpo no inverno?


♡♡♡♡♡


31 visualizações0 comentário
  • Ana Paula Brasil

Atualizado: Jul 3


Neste cantinho, passei as primeiras horas do meu domingo: deu 14º às 6:30h da manhã. Uma hora antes, levantei, fiz minha rotina ayurvédica e fui ver o céu da varanda. Enquanto alimentava os gatinhos que andam por aqui, sentia passar na pele o vento gelado da manhã... Será que hoje vai esquentar? Questionar o tempo da natureza, me inspirou a escrever.


Na última semana, fez bastante frio no Vale do Capão (BA). Andei observando o tempo e refletindo modos de recepcionar o clima, frio e seco, que não achei que atravessaria este ano. Segundo o calendário, o inverno começa oficialmente amanhã - dia 21.06. Hoje, tirei o dia para me preparar para este encontro!


VIVENDO AS ESTAÇÕES

_ Dance em torno de si e em torno do sol!


Conheci o inverno junto com São Paulo. Quando morava em Salvador, o inverno não era uma questão para mim. A mudança da cidade me apresentou o frio de modo muito intenso. Eu tive que aprender a conviver com ele; mas - nos primeiros anos - o nosso encontro foi realmente desastroso. Felizmente, nos últimos 3 anos, fui aprendendo com o inverno a ser uma boa anfitriã para qualquer estação e, sobretudo, aproveitar a sua sabedoria.


A dança da Terra proporciona inúmeras possibilidades de existência e evolução, criando um ambiente fértil para vivermos nossos próprios ciclos em harmonia com o todo. O nosso planeta realiza dois movimentos constantes: um em torno de si mesmo - a rotação - e outro em torno do sol - a translação. As estações refletem a interação entre os movimentos da terra e o sol ao longo do ano. Ainda que tenhamos deixado este conhecimento nas aulas de geografia, seguimos atrelados ao movimento. Todo o tempo, ele parece nos lembrar a nossa própria natureza.


SOLSTÍCIO DE INVERNO

_Você ainda lembra?


Este ano, no hemisfério Sul, o Solstício de 21 de junho marca a noite mais longa do ano, abrindo a temporada do inverno. No hemisfério Norte, de modo oposto, ocorre dia mais longo do ano e se inicia o verão. Então, quem como eu está "abaixo" da linha do Equador agora, já pode sentir a distância do Sol e imaginar seus raios incidindo perpendicularmente lá no Trópico de Câncer... Sim, o inverno está chegando e, enquanto a ciência explica o movimento que cria o tempo, é o próprio tempo que nos convida a ocupar diferentes lugares no espaço.


_Do meu sofá, eu te pergunto: o quanto você se sente disponível para esta imensidão que chamamos vida?


Os grandes movimentos da natureza nos ajudam a ajustar o lugar que ocupamos no tempo-espaço, a observar a polaridade e a cultivar equilíbrio através da complementaridade. Vivenciar as estações é um modo de nos conectar com o ambiente em que vivemos, ritualizar a nossa existência conforme as leis do Universo e refletir, em nossa experiência individual, o ritmo criativo da natureza da qual somos parte.


YOGA & AYURVEDA NO INVERNO

_Como vivenciar a sabedoria desta estação?


O inverno é um tempo generoso onde a natureza descansa em suas próprias raízes, recria o tempo de sua atividade e encontra possibilidades de existência. Desenvolver resiliência, praticar autocuidado e investir em fortalecimento é uma boa estratégia para acessar a sabedoria do inverno. Tanto o Yoga quanto o Ayurveda oferecem ferramentas valiosas para mantermos nossa saúde e cultivarmos equilíbrio durante este período. É um momento muito propício para ampliar nossa adaptabilidade, reorganizar o nosso ambiente interno - externo e nutrir nossa inteligência criativa.


Nas próximas semanas, compartilharei minhas rotinas e reflexões de inverno aqui.

Convido você para vivenciar comigo o movimento desta estação!

_Vamos amar o inverno juntes?!



♡♡♡♡♡

22 visualizações0 comentário